Blogue Insónias

Por que temes querida Câncio?

fernanda_cancio

António Sérgio Azenha e Sónia Trigueirão, assistentes no processo ” Marquês “, que são simultaneamente jornalistas do Correio da Manhã, solicitaram ao Ministério Público que constituísse arguida a antiga namorada de José Sócrates, Fernanda Câncio, por suspeitas da prática dos crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais.

Na sequência desta tomada de posição dos dois jornalistas e de várias notícias veiculadas pelo Correio da Manhã Fernanda Câncio publicou, na última edição da revista ” Visão ” um estranho texto intitulado ” Sócrates. O processo Marquês e eu ” fazendo a sua defesa pública no que diz respeito à Operação Marquês. No seu longo texto, com nove páginas, a jornalista ataca de forma violenta o CM e os seus jornalistas, justifica as luxuosas férias que passou na companhia do seu ex-namorado, as prendas que recebeu de Sócrates, entre outras situações, aproveitando simultaneamente para se distanciar de Sócrates quando afirma ser ” eticamente reprovável ” o comportamento do antigo ex-primeiro-ministro no que respeita à sua relação com o amigo Carlos Santos Silva.

O que levou Fernanda Câncio, neste momento, a expor a vida pessoal para fazer a sua defesa pública? Estranho no mínimo. Aliás o próprio Sócrates mostrou-se surpreendido com este comportamento da sua ex-namorada.

Será que Câncio teme passar de testemunha a arguida na ” Operação Marquês “? É que esta decisão agora está nas mãos do Juiz Carlos Alexandre atendendo a que já foi ouvida como testemunha pelo Ministério Público. Este texto, no fundo, pode ser entendido como umas alegações públicas em defesa da sua inocência. Será que esta publicação, nesta altura, não poderá também ser entendida como uma tentativa de Fernanda Câncio condicionar uma decisão de Carlos Alexandre?

 

Gosto(14)Não Gosto(5)