Insónias

Engenharia social a martelo

Enenharia social

Cartão do Cidadão é uma coisa. Cartão da Cidadania tem um significado completamente diferente! O primeiro comprova apenas que quem o ostenta é cidadão de um Estado e que pode beneficiar dos direitos sociais e políticos que esse mesmo Estado confere indiscriminadamente a todos aqueles que nele nasceram ou nele se naturalizaram. Ora um Cartão da Cidadania implicaria uma outra dimensão muito importante: a prática efectiva e responsável dos deveres de cidadania. Ou seja, enquanto o Cartão de Cidadão pode ser  indiscriminadamente atribuído a corruptos, ladrões, assassinos, entre outros meliantes do mesmo género, o Cartão da Cidadania teria ser atribuído muito mais selectivamente, pois implicaria o reconhecimento da prática de um conjunto de valores sociais que decorre dos direitos e deveres de um cidadão.

Infelizmente ainda há quem não perceba, ou finja que não percebe, essa diferença fundamental. E aqueles que andam empenhados em fazer engenharia social tiram partido de uma certa ignorância generalizada em relação às «nuances» semânticas da Língua Portuguesa, distorcendo-as a martelo por motivos puramente ideológicos! Aparentemente, neste caso insólito, valeu-nos o bom senso do PCP. Sim, porque o PS parece que anda um tanto ou quanto cabisbaixo à bolina d@ Bloc@ de Esquerd@! Não se ponha a pau, não! Um dia destes, quando recuperar a lucidez, pode ser tarde demais… O seu espaço político ter-se-á esfumado nesta sua ânsia cega de poder sob os vapores da atabalhoada insensatez fracturante…

Gosto(1)Não Gosto(1)