O Teatro como expressão da Paz

Hoje assinala-se o Dia Mundial do Teatro. Este foi criado pelo Instituto Internacional do Teatro, no ano de 1961, como instrumento de divulgação desta arte como expressão de Paz. Nestes últimos dias marcados pela barbárie do terrorismo que matou mais de 30 inocentes e feriu mais de 200 pessoas, em Bruxelas, entendo que ainda faz mais sentido sublinhar a importância da arte como uma das expressões maiores, unificadora de povos e credos, na construção da Paz.

Também na semana passada a nossa cultura, a arte e o teatro ficaram mais pobres com o desaparecimento inesperado de Nicolau Breyner. O homem que não tinha medo da morte, mas de não viver. Um ser humano de excelência, confirmado unanimemente por todos os seus colegas, e um actor enorme que deixa uma obra que perdurará durante largas gerações. Aqui fica a minha singela homenagem a Nicolau Breyner e ao Teatro.

E já que falamos de Paz aproveito o ensejo para desejar uma Santa Páscoa a todos os autores e leitores do Insónias.

Gosto(0)Não Gosto(0)