Apoiantes de Rui Moreira lançam “OPA” ao PSD do Porto

psd_bandeira

Na próxima sexta-feira vão decorrer as eleições para a antiga Secção Ocidental do Porto do PSD (SOP), actualmente designada de Núcleo Ocidental do Porto (NOP). Vão a votos duas listas. Uma é liderada por Luís Osório, quadro superior da AENOR, que se candidata a um segundo mandato, após ter levantado das cinzas esta mítica secção onde militam Amândio de Azevedo, Rui Rio, José Pedro Aguiar-Branco, Pedro Duarte. Estes quatro destacados militantes do PSD subscreveram e apoiam a recandidatura de Luís Osório. A outra lista é liderada por Miguel Corte-Real que terá apresentado ontem a sua candidatura.

Na semana passada o Público noticiava que a candidatura de Miguel Corte-Real reunia o apoio de vários militantes do PSD que apoiaram a candidatura de Rui Moreira em 2013, entre os quais um administrador de uma empresa municipal, um adjunto de um vereador e um membro de uma junta de freguesia.

Há muito que defendo a separação entre os negócios e a política.  E não me parece que a candidatura de Miguel Corte-Real ao NOP do PSD cumpra estes requisitos.

(Ler Mais…)

Gosto(15)Não Gosto(0)

Partidarites e comichões

A propósito de um artigo de opinião dado à estampa no JN e da autoria de um velho amigo meu e deputado à AR pelo PSD, Paulo Rios de Oliveira, tentarei alinhar algumas ideias relativamente àquilo que se me afigura como o grande erro em que têm vindo a laborar os partidos políticos e as suas respetivas estruturas concelhias no que respeita às eleições autárquicas. Assim, movidos por uma “premente” necessidade de extrapolação dos resultados ao nível nacional, há a tentação de insistir em considerá-las exclusivamente como se de uma extensão dos interesses do partido e das suas políticas nacionais se tratassem. E isto não é um raciocínio de um homem só, mas sim uma “regra” que parece ter vindo a ser absorvida por tudo o que são estruturas de coordenação partidária.

(Ler Mais…)

Gosto(8)Não Gosto(0)

PSD Porto a bater no fundo

foto

foto@jn.pt

A telenovela continua no PSD da Cidade do Porto. E ontem com direito a dois episódios tendo como alvo Amorim Pereira.

Alberto Amorim Pereira é um respeitado advogado e um militante com um percurso respeitável no PSD. Entre outros cargos foi vice-presidente e presidente do conselho de jurisdição nacional do PSD.

Entendo que Amorim Pereira não merecia ser assim tratado pela concelhia do Porto do Porto que caiu no engodo da estratégia de Rui Moreira. Como a situação do vereador Ricardo Valente deveria e poderia ter sido gerida de outra forma.

Hoje o PSD, na Câmara do Porto, tem um vereador no total de 13, estando ao nível do PCP.

(Ler Mais…)

Gosto(11)Não Gosto(9)

Competência… ou a falta dela

Competência, ou falta dela

Competência, ou falta dela

A discussão política é apaixonante e todos nós temos opinião sobre a nossa classe política e aferimos de uma forma mais ou menos consistente, mais ou menos independente a qualidade das políticas e dos políticos que têm norteado o nosso país. E no fim, tomamos as nossas opções, ou seja, votamos. Mas na avaliação que todos nós fazemos raramente incluímos nesse processo o fator competência.

É precisamente este fator – competência – que, na minha opinião, carece praticamente em todos os setores da nossa sociedade, começando, obviamente, pelos sucessivos governos que foram, são e continuarão a ser preponderantes para o desenvolvimento do país.

A competência deverá ser a pedra de toque para qualquer regime democrático evoluído. A competência terá que ser o início e o fim das políticas públicas. E ser competente não pode ser visto apenas no cumprimento esquizofrénico das metas orçamentais pré-estabelecidas – este desígnio, só pode ser um ponto de partida e nunca, como tem sido nos últimos anos, um ponto de chegada.

Ter um governo competente, significa em primeiro lugar chamar os melhores. Os melhores a fazer política, os melhores a gerirem setores chave, os melhores a comunicar, os melhores a reformar, mas sobretudo os melhores a gerir pessoas.

Urge no nosso Portugal colocar no léxico político a palavra “competência”. Só desta forma poderemos almejar mudanças significativas no atual sistema político. Tudo o resto serão eufemismos ou apenas estados de alma.

Gosto(6)Não Gosto(0)

Como posso votar no Engenheiro Bragança Fernandes?

Engº Bragança Fernandes

No próximo sábado, dia 23, realizam-se as eleições dos órgãos Distritais do PSD Porto.

Mais uma vez neste Distrito, somente uma lista se apresenta às eleições, sendo desta vez liderada pelo Eng. Bragança Fernandes.

O Eng. Bragança Fernandes dispensa apresentações pois é reconhecido por todos, onde eu me incluo, pelo excelente trabalho que tem desenvolvido à frente do Município da Maia e simultaneamente pelo seu excelente caráter.

Até aqui tudo perfeito, mas como posso eu ir votar?

O distrito do Porto tem cerca de 30.000 militantes convidados a votar nestas eleições e, a pouco mais de 24 horas do ato eleitoral, nenhum militante de base, ou seja mais de 29.500 onde me incluo, foi convidado a conhecer qualquer ideia do projeto.

(Ler Mais…)

Gosto(11)Não Gosto(0)

O PSD PORTO É MUITO MAIS!

logo

O comunicado e as várias declarações emitidas a semana passada pela Concelhia do PSD Porto relativas à atribuição do Pelouro da Economia do Município do Porto ao Senhor Vereador Dr. Ricardo Valente (eleito na lista “Porto Forte”) foi “a gota de água que fez transbordar o copo”.

Entendo que o PSD do Porto é muito mais do que o plasmado nesse comunicado!

Por isso decidi apresentar a minha demissão de Conselheiro Estratégico do PSD da Cidade do Porto por entender que as minhas discordâncias estratégicas, bem com as práticas levadas a cabo pela atual Comissão Política Concelhia do PSD Porto, não são compatíveis com a manutenção da minha permanência em qualquer órgão dependente da mesma.

(Ler Mais…)

Gosto(12)Não Gosto(0)

Bragança Fernandes, um gentleman com convicções profundas e construtor de consensos

ABF

A Política às vezes não passa de política fazendo que, nos seus meandros, os melhores se percam e sejam desperdiçados. Às vezes. Mas nem sempre. Outras vezes reúnem-se condições e conjugam-se vontades para que quem faz a diferença permaneça.

Fiquei a saber que o Eng. Bragança Fernandes, actual Presidente da Câmara Municipal da Maia, vai ser candidato à Comissão Política Distrital do PSD.

Apesar de independente – e muito crítico em relação aquilo em que o PSD se transformou nos últimos anos – considero que esta candidatura é boa não só para o PSD do Distrito do Porto, mas para a Política em geral.

(Ler Mais…)

Gosto(20)Não Gosto(1)

Geringonça Portuense pode juntar PS, CDS e até o PSD

geringonça_portuense

Ontem confesso que fiquei aterrado quando li a notícia que a concelhia do PSD pondera apoiar a candidatura, cada vez menos independente, de Rui Moreira à Câmara do Porto.

Pelos visto Rui Moreira recebeu, a pedido da concelhia do PSD, uma comitiva que integrava os apoiantes de primeira linha da candidatura de Luís Filipe Menezes ao Porto nas últimas autárquicas, com a excepção de António Tavares, o actual Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto.

Há muito que venho a avisar que a Distrital do PSD do Porto não tem liderança, não tem qualquer estratégia. Navega à vista, sem rumo, ao sabor do vento. Infelizmente está aqui mais uma prova disso mesmo.

(Ler Mais…)

Gosto(9)Não Gosto(3)