A política passa, os amigos ficam

É publico que sou amigo do Pedro Santana Lopes, sempre o demonstrei sobretudo nos momentos mais difíceis. Compreendi e respeito a sua decisão de sair do PSD. Confesso que preferira que assim não fosse mas a vida é assim mesmo.

Hoje inicia-se o processo de formação do seu novo partido – Aliança – com a recolha de assinaturas ao longo do País. Não estarei neste seu novo projecto politico. Já lho transmiti com amizade e lealdade.

Há dias um outro amigo, Pedro Duarte, disponibilizou-se para assumir uma candidatura à liderança do PSD.

Há muitos anos lhe dizia que um dia iria ser Presidente do PSD e Primeiro-Ministro. Não digo que estava escrito nas estrelas mas sempre acreditei nisto. Pelas suas qualidades pessoais, profissionais e intelectuais. Mas também porque partilhamos os mesmos princípios, valores e causas. Muito poucas pessoas – talvez duas ou três – me retirariam destes anos sabáticos completamente afastado da vida politica. Uma dessas – poucas pessoas – era o Pedro Duarte. Por isso coerentemente estarei ao lado do meu amigo Pedro Duarte para o ajudar a construir o projecto político que – mais cedo ou mais tarde – irá apresentar aos portugueses.

Ao meu amigo Pedro Santana Lopes desejo-lhe os maiores sucessos – porque merece tudo de bom na vida – estando certo que compreenderá esta minha decisão. Os amigos compreendem e respeitam os amigos.

Termino como comecei. A política passa, os amigos ficam!

Paulo Vieira da Silva

Gestor de Empresas / Licenciado em Ciências Sociais – área de Sociologia
(Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico)

Gosto(10)Não Gosto(2)

Rio, Santana, Pedro Duarte e a reconfiguração do centro-direita

Os últimos dias abanaram o espaço político do centro-direita.

O ex-primeiro-ministro Pedro Santana Lopes assumiu em definitivo a saída do Partido Social Democrata. Neste momento, estará a escrever a declaração de princípios do novo partido que pretende ter formado até ao final de Setembro.

No mesmo dia, Pedro Duarte, antigo Secretário de Estado e actualmente Director da Microsoft, numa entrevista ao Expresso, afirmou que “o PSD, tão cedo quanto possível, deve mudar de estratégia e de liderança”, reconhecendo a ruptura com Rio e a disponibilidade para assumir a liderança do PSD.

Por sua vez, o actual líder do PSD, Rui Rio, anda há cerca de 15 dias desaparecido em combate. Este sepulcral silêncio estende-se aos “ministros-sombra” e aos seus porta-vozes – mais de cinquenta –, que nada dizem sobre o estado do País. É relevante que último facto político digno de nota tenha sido a apresentação do novo cartão de militante. Isto diz muito da agenda política do líder do partido, quando nos últimos dias esteve activo um grave incêndio em Monchique, que causou prejuízos materiais avultados com um forte impacto na economia municipal. Do líder do PSD, dos seus “ministros-sombra” e dos porta-vozes nem uma palavra com a excepção de uma breve declaração do vice-presidente, David Justino. Talvez todos estejam de férias num daqueles cruzeiros para seniores – com dificuldades de comunicação – em pleno mar do Caribe.

(Ler Mais…)

Gosto(6)Não Gosto(0)

Um PSD autofágico

Ontem uma noticia do Jornal I envolvia o nome do Pedro Duarte num “polvo” que falava de viagens pagas pela Microsoft a políticos portugueses. Sou amigo do Pedro Duarte há mais de 25 anos. É uma pessoa de uma honestidade e ética acima de qualquer suspeita. Acredito e não duvido que a Microsoft – a maior empresa do mundo – faça convites a milhares de empresas e instituições para os mais diversos eventos para promoção dos seus produtos e serviços. Aliás uma das minhas empresas é partner da Microsoft. Eu próprio já fui convidado para os seus eventos em que me ofereceram simbolicamente uma ou outra refeição ou actividade lúdica mas foi sempre a minha empresa que pagou as viagens e a maioria das despesas. Mas uma convicção eu tenho, é que o Pedro Duarte ou a Microsoft, através de sua indicação, tenha pago alguma vez uma viagem a um político português de forma a obter qualquer favorecimento ilícito. Ontem o Pedro Duarte desmentiu de forma clara a notícia. (Ler Mais…)

Gosto(11)Não Gosto(5)

O PSD PORTO É MUITO MAIS!

logo

O comunicado e as várias declarações emitidas a semana passada pela Concelhia do PSD Porto relativas à atribuição do Pelouro da Economia do Município do Porto ao Senhor Vereador Dr. Ricardo Valente (eleito na lista “Porto Forte”) foi “a gota de água que fez transbordar o copo”.

Entendo que o PSD do Porto é muito mais do que o plasmado nesse comunicado!

Por isso decidi apresentar a minha demissão de Conselheiro Estratégico do PSD da Cidade do Porto por entender que as minhas discordâncias estratégicas, bem com as práticas levadas a cabo pela atual Comissão Política Concelhia do PSD Porto, não são compatíveis com a manutenção da minha permanência em qualquer órgão dependente da mesma.

(Ler Mais…)

Gosto(12)Não Gosto(0)