A professora com que todos sonhamos

Conheci a Marisa Oliveira em 2011. Primeiro como mãe de um colega de turma da minha filha no Colégio de Nossa Senhora da Bonança (CNSB), em Gaia.

Aí descobri que era casada com o Zé Oliveira, amigo de vários amigos meus.

Rapidamente ficamos Amigos.

A Marisa e o Zé são gente boa, genuína e de um coração enorme.

Mais tarde conheci a Marisa na sua versão de professora de matemática.

E se já tinha uma grande admiração por ela enquanto mulher, mãe e amiga passei a admirá-la também como professora.

Falava com alegria, orgulho e com um brilhozinho nos olhos de todos os seus alunos e da instituição onde lecionava. Notava-se que amava o que fazia. Dar aulas de matemática era uma verdadeira paixão.

Muitas das nossas conversas eram sobre a paixão de ser professora. E não de uma disciplina qualquer. Logo da “maldita” matemática que a grande maioria dos alunos gostam de ver à distância. Diria mesmo que muitos fogem da matemática como o “diabo foge da cruz”. Que Deus me perdoe!

(Ler Mais…)

Gosto(41)Não Gosto(5)