Não acredito, não pode ser verdade.

“Em 1999 prometi-lhe publicamente um par de bofetadas. Foi uma promessa que ainda não pude cumprir. Não me cruzei com a personagem, Augusto M. Seabra, ao longo de todos estes anos. Mas continuo a esperar ter essa sorte. Lá chegará o dia”. Foi assim que João Soares reagiu a um artigo de opinião de Augusto M. Seabra, no PÚBLICO, em que este criticava o trabalho de Soares à frente do Ministério da Cultura.

Como pode, depois deste episódio, alguém pensar no nome de João Soares para presidente da LUSA?

(Ler Mais…)

Gosto(6)Não Gosto(0)