A EDP é um estado dentro do próprio Estado…e funciona, não?

Há coisas que me chateiam.

Uma delas é a desprotecção dos consumidores ante prestadores de serviços públicos essenciais.

Hoje trago uma curiosidade de um país onde entidades privadas gozam de privilégios especiais, derrogando direitos dos “consumidores” a seu belo prazer, determinando regras de cumprimento geral e abstracto, com as quais, os poderes públicos, de regulação e fiscalização, apenas… aparentemente, escolhem “encolher os ombros”.

No meio destes, mais um, imbróglios jurídico-burocráticos, sobra o desprotegido consumidor, reduzido a esse objecto de pagamento de serviços, mesmo que adjectivados de “públicos essenciais”, sem direito a tutela, alguma, por parte da entidade reguladora respectiva. (Ler Mais…)

Gosto(7)Não Gosto(0)

O país da falta de escrúpulos

eduardo catroga

Confesso-me estupefacto ao ver as imagens nas quais Eduardo Catroga, um dos inegáveis carrascos do povo português nos últimos 4 anos pela sua ligação directa às negociações do memorando de entendimento com a Troika em 2011 por via do PSD, oferece os seus serviços de lobbista (não o poderei adjectivar de outra maneira) ao primeiro-ministro português para dar alguns entendimentos sobre o sector energético, ou como quem diz, para deixar o recado a Costa para que este não embarque nas ideias dos seus compagnons de route no que concerne à aplicação de uma tarifa social energética que possa reduzir em cerca de 17,5 euros  a factura energética anual de cerca de 1 milhão de cidadãos portugueses.

(Ler Mais…)

Gosto(0)Não Gosto(0)