​A MODA DE FALAR DO QUE NÃO SABEM!

Alguém que explique ao cronista do Expresso, Henrique José Raposo que parto natural não é sinónimo de parto em casa e que parto medicalizado não é sinónimo de avanço civilizacional. Se não sabe do que fala, não faça figuras tristes e leia o seguinte:

Um parto pode ser natural não recusando “ a intervenção da medicina e da civilização humana”, por isso, primitivo é dizer que um parto natural significa “ficamos reduzidos à mera condição animal”. Dou o exemplo das Mães D’ Água pelo parto na água em Portugal, que enaltecem o que já foi feito no SNS e ainda o é nos Hospitais e Clinicas Privados sempre com acompanhamento de Enfermeiros Obstetras.

O recente parecer da ACOG (nº 679, Novembro de 2016) relativo a “Immersion in Water During Labor and Delivery” recomenda que a imersão em água no primeiro estádio do trabalho de parto possa ser oferecida a mulheres saudáveis, com gravidez de termo, e sem complicações na mesma.

Numa altura em que o XXI Governo Constitucional, no seu programa para a saúde, estabelece como prioridade melhorar a qualidade dos cuidados de saúde através de uma aposta em modelos baseados na melhoria contínua da qualidade, e na valorização e disseminação de boas práticas e de garantia da segurança do utente nos serviços, será de todo desejável promover partos normais/ fisiológicos sempre que possível.

(Ler Mais…)

Gosto(1)Não Gosto(1)

A oposição “photoshop”

foto@sabado

foto@sabado

Hoje numa entrevista ao Diário  de Notícias a líder do CDS, Assunção Cristas, diz que “pior que este orçamento seria não termos nenhum”.

Mas que oposição é esta? Estamos perante o vazio total. Sem ideias. Sem propostas alternativas. Completamente desprovida de conteúdo.

Isto é uma oposição “photoshop”. Um mix “Cinha Jardim/ Portugal Fashion”.

Por isso governar o País continua a ser um passeio para Antonio Costa e para a sua “geringonça”.

A política está a tornar-se num absoluto  “lifestyle”. Parece-me que um dia isto pode acabar mal!

Gosto(14)Não Gosto(2)

BIKINIS, BURKINIS, ENFIM, TUDO A MESMA SEITA

burkini_logo_big

A França elegeu o burkini como a maior ameaça atual, à segurança nacional. Existirão provas, que as mulheres que optam por tal traje balnear, estejam de algum modo ligadas ao terrorismo? Em que algibeira vai a França guardar a sua laicidade?

Sim, podemos aceitar o nervosismo francês, perante os últimos e terríveis acontecimentos. Custa-me porém aceitar que a França ceda a esta tentação medíocre e claramente discutível. Como poderemos, sociedade ocidental, depois reclamar os valores básicos e intrínsecos da nossa cultura e desbragar fervorosamente os princípios da democracia, se nos enovelarmos no paradoxo?  (Ler Mais…)

Gosto(10)Não Gosto(1)

Conversas encriptadas ou consequências de uma digestão mal feita…

“Camarada R, passe a palavra…o encontro é na toca da loba, daqui a uma hora. Temos que reunir o gabinete de crise democrática. Entra em vigor a partir de agora o GCC…”.

“GCC camarada?”

“Sim. Óbvio. GCC…Guia de Camaradas em Crise!!!”

“Entendido. É por isso que está a usar o telefone de corda e não o telemóvel?”

“Claro! Com o telefone de corda é só encostar na parede e assim não podemos ser escutados…”

“Entendido. Passa a vigorar o plano K o do “Fascismo Não passará”, Mari…?” (Ler Mais…)

Gosto(0)Não Gosto(0)

Pára, Papá!…

no jardim 6

 

Porque hoje é o Dia Mundial da Poesia, volto a publicar um Poema da minha autoria, que escrevi um dia, sem data, porque as datas só são importantes para as vítimas.

Faço-o, uma vez mais, como um ato de denúncia e uma homenagem a todas as crianças, sem rosto mas com memória, alvo de abuso sexual em contexto familiar.

É um texto duro mas real, infelizmente, como reais são todos os momentos para estas crianças…

Oh Papá…

Estás triste?

Não?

Está bem, eu sento-me ao teu colo.
(Ler Mais…)

Gosto(2)Não Gosto(0)