Manuel Damas

Manuel-DamasMédico Especialista em Medicina Nuclear.

Professor Universitário.

Sexólogo há mais de vinte anos, Pós Graduado em Sexologia Humana, Sexologia Clínica e Impotência.

Mestre em Cancro da Mama (Espanha) e em Medicina Desportiva (Portugal)

Doutorado em Medicina (Espanha)

Foi Investigador Convidado na Universidade de Georgetown, em Washington.

Foi Coordenador de Estágios Profissionais de Psicólogos pela Ordem dos Psicólogos.

É Formador Creditado pelo Centro de Formação Contínua de Professores da Universidade do Minho e pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Autor do livro “Os Portugueses são Analfabetos Sexuais…e Emocionais” (Leya), co-autor do livro “3º Sexo” e Revisor Científico do Compêndio de Biologia “Bioterra” (Porto Editora).

Foi Diretor da Revista “ID’ – Identidade” e membro do Conselho de Especialistas da Revista “Men’s Health”.

Foi Presidente do Conselho Fiscal do Instituto Português de Investigação e Apoio aos PALOP.

Foi Fundador e Presidente da Direção do Centro Avançado de Sexualidades e Afectos (CASA).

Foi Presidente do Conselho Nacional e da Mesa do Congresso do Sindicato Independente de Professores e Educadores.

Foi autor e apresentador dos programas de televisão “Sexualidades, Afectos e Máscaras” e “Vidas na CASA” na Porto Canal e na MvM.

Foi autor e co-apresentador dos programas de rádio “Fórum da Sexualidade” na Rádio Universitária do Porto e na Rádio Festival.

Foi autor da crónica semanal “Sexualidades, Afectos e Máscaras” no jornal “O Primeiro de Janeiro”.

Autor de centenas de Conferências e Palestras em Portugal e no Estrangeiro.

Foi candidato, por convite, ao Prémio de Direitos Humanos da Assembleia da República em 2014.

Reside atualmente em Londres.

Quando foi para o ar o primeiro episódio do seu programa de televisão “Sexualidades, Afectos e Máscaras” (2007), que se manteve no ar, semanalmente e em direto durante 8 anos consecutivos, apresentou-se como “Orgulhosamente, um Homem de Afectos”.

Costuma definir-se como “Português, do Norte, com Orgulho…mas com Memória”.

Gosto(2)Não Gosto(0)