A esperança que nos falta

A Esperança.
Nos dias nada normais que vivemos a mesma pergunta assalta-nos constantemente – “Onde pára a esperança?”
Se num dia vemos os inimigos de década de mão dada – como os Estados Unidos da América e Cuba, e os seus líderes encontram-se e falam como se fossem velhos conhecidos que apenas estavam afastados, no dia seguinte um atentado terrorista devolve-nos para uma realidade crua em que se mata indiscriminadamente.
Os avanços nas relações entre americanos e cubanos tiveram, tanto quanto se sabe, um impulso dado pela mão do Papa Francisco e cada dia que passa ficamos com a ideia que estes avanços vieram para ficar.

(Ler Mais…)

Gosto(0)Não Gosto(0)