Rui Moreira pode ser o desenho da Circunvalação ou dos Eléctricos?

Rui Moreira desta vez vai mesmo remodelar a Circunvalação ou vai ser como os Eléctricos na marginal?

Sou daqueles que acha, e não é preciso ser muito dotado, que Rui Moreira com ou sem apoio do PS vai fazer um alegre passeio nas autárquicas. Desta vez vai ser mesmo uma coroação.

A obra do Bolhão a andar tem um grande simbolismo e é um belo anel para exibir. Finalmente alguém resolve. O seu a seu dono.

Mas em abono da verdade este não tem sido lá um grande mandato. Ou pelo menos eu esperava mais. Começou muito bem, com a ideia da Liga da Cidades, depois veio a ideia de Guilherme Pinto e da Frente Atlântica, mas não estou assim a ver grande coisa. As vitórias de melhor destino turístico europeu são porreiras, e ? São porreiras, repito a palavra propositadamente, porque não passam disso.

(Ler Mais…)

Gosto(6)Não Gosto(0)

Trofa, a terra de ninguém

A Trofa foi abandonada. Não é Área Metropolitana do Porto, é terra de ninguém. Nada, não existe, aliás, nada existe a não ser o pecado.

Quando foi lançado o projecto do Metro do Porto, no início dos anos 90, surgiu com ideia clara que todos conhecemos. A aposta teria que ser certeira e para garantir viabilidade, e uma boa argumentação técnica, o projecto nasceu fundamentalmente em cima da rede de via estreita, a bitola métrica (com 1 metro de distância entre os carris). Isto é, grande parte da rede seria a substituição de um “velho” sistema de transportes por um novo e urbano.

A rede aproveitava os canais as linhas da Póvoa de Varzim e da Trofa. Deste modo, garantindo desde logo uma procura de passageiros base, o Metro ganhava terreno. A estratégia passava por destruir velhos mitos como o terreno rochoso e a falta de necessidade. Tudo foi feito, sobretudo, com o argumento da justiça da proposta e este facto não é menor.

(Ler Mais…)

Gosto(27)Não Gosto(0)

Os falsos argumentos sobre o aeroporto do Porto

A notícia do JN sobre os preços da TAP praticados em Vigo, criando concorrência com o Aeroporto Sá Carneiro, puseram outra vez toda gente a falar e falaram os de sempre com os argumentos de sempre. Estão a prejudicar-nos? Pois isso é verdade, mas eu direi que quem manda se está a borrifar para o assunto.

Desde esta espécie de privatização, com uma concessão a 50 anos, dos aeroportos portugueses à VINCI que se temia o pior.

Sempre soubemos que dos tempos do cavaquismo havia um projecto firme de criar um pólo concorrente a Madrid. Lisboa, a Cidade Região, teria esse grande desígnio: ser uma alternativa de investimento a Madrid. Para isso o país teria todo que se sacrificar. A argumentação, concluía, depois os ganhos estendiam-se ao país. Sempre o problema das médias. Sempre o problema das médias. Se numa mesa há um pão e duas pessoas, estatisticamente cada um comeu meio, mesmo que uma dessas pessoas não tenha comido nada.

(Ler Mais…)

Gosto(18)Não Gosto(0)