Senna – Os ídolos nunca morrem!

Para muitos o dia 1 de Maio tem ainda mais significado…

Domingo, 1 de Maio de 1994, foi o dia em que para uns, a Fórmula 1 passou a ser mais um desporto, para outros a Fórmula 1 acabou, naquele fim-de-semana, naquela curva, naquele momento, em que o capacete amarelo deixou de “voar”.

Foi o dia em que nos deixou um ídolo… Um ídolo não do Brasil, mas de todo o mundo!

Deixou-nos um ídolo, não de uma geração mas de muitas… Que torciam, riam e choravam com as suas corridas, com as suas conquistas, com a forma como ele inspirava os outros dentro e fora da pista! Um ídolo que encontrou sempre uma “vitória” para nos encher o coração.

Senna conseguiu algo que sinceramente não me lembro de ter visto em nenhum político, ator, escritor ou desportista… Numa altura em que escasseiam as “referências” para os mais novos, faz falta um Senna. Faz falta alguém que inspirou mais do que uma geração, juntou ricos e pobres, fez sonhar novos e velhos, apaixonou mulheres e homens…

Senna deixou-nos uma herança, ficou a sua lição, o seu sorriso e o seu exemplo… uma marca tão rica que inspirou milhões não para um dia, não para uma temporada, mas para uma vida! E hoje são milhões de “Sennas” a fazer as “corridas das suas vidas”, seja onde for, na pista, no trabalho, na escola, em casa vão tentar ganhá-la… Porque para esses um ídolo nunca morre e o capacete amarelo vai sempre lá estar! Um eterno OBRIGADO.

Gosto(1)Não Gosto(0)