Agora a 27 velocidades

E o Mundo acorda finalmente com um Exit. Tantas ameaças se fizeram que um dia teriam que se concretizar. Este é infelizmente o pior momento para que isto acontecesse.

Eu sou favorável ao BREXIT, ao GREXIT e a outros Exits pelo simples facto de que quem quer viver em grupo não pode ter uma postura isolacionista. Quando um “líder” europeu tem como promessa de campanha eleitoral interna um Referendo desta responsabilidade em que a cultura europeia só está disponível para alguns mas todos decidem, o resultado só pode ser este. Uma coisa me confunde no entanto, como pode toda a faixa elucidada da Inglaterra, mais a Irlanda do Norte mais a Escócia perder o Referendo?

Eu continuo a insistir. Enquanto os dirigentes, sim porque se fossem Líderes pensavam no todo e no futuro e não apenas nas suas partes não tiverem qualidade nem capacidade negocial e de argumentação e não apresentarem a coragem necessária para tomar decisões de fundo e traçar um rumo inequívoco para a União Europeia, o mosaico não vai passar de uma “manta de retalhos”.

Quem ganha com tudo isto? Quem ganha com as sistemáticas birras dos dirigentes europeus? Não são os nacionais a quem é dada uma responsabilidade vinculativa sem bases para o fazer mas as elites, os movimentos nacionalistas e as esquerdas. Estão agora a “embandeirar em arco”, o Syriza ganhou margem para chantagear, a esquerda portuguesa está toda contente e ganhou espaço para pressionar a Geringonça e os movimentos nacionalistas da Áustria, da Espanha, da França e outros ganharam novo fôlego.

Fala-se dos emigrantes, da falta de trabalho e de gente que não paga impostos mas suga o sistema. Terão razão mas isto são tudo assuntos que podem ser resolvidos se adereçados com frontalidade e responsabilidade e não são motivos que justifiquem o BREXIT.

São 27 velocidades agora porque um dos Fundadores deixou de acreditar no projecto que ajudou a fundar. Cameron cumpre o que promete, muitos estão incrédulos e as Bolsas abanam nas estruturas. O que se ganha afinal com tudo isto? E isto já para não falar nas empresas e nas relações comerciais. Serão os principais vencedores a China e a Rússia?

Abriu-se a “Caixa de Pandora”. Veremos que outras consequências surgirão quer para os ingleses quer para toda a Europa e não se augura nada de bom….

Gosto(2)Não Gosto(1)